28/02/2012

tzimisce

OS TZIMISCE




Se o clã Lasombra é o coração do Sabbat, o clã Tzimisce é certamente a alma. Mesmo os outros vampiros ficam apreensivos ao pé destes arrepiantes parentes, e a alcunha do clã de "Demônios" foi lhes dada em noites passadas por parentes horrorizados. A característica disciplina de Vicissitude do clã Tzimisce é motivo de grande pavor; lendas falam de estropiadas desfigurações aplicadas por capricho, de "experiências" sinistras e torturas refinadas fora do alcançe da compreensão humana e vampirica.
Esta terrível reputação pareçe por vezes injustificada á primeira vista. Muitos Tzimisce são seres reservados e perspicazes, de longe diferentes daqueles guerreiros barulhentos que compoem muito do Sabbat.



 A maioria dos Tzimisce pareçem ser criaturas racionais, formidavélmente inteligentes, possuindo uma inclinação cientifíca e inquisitiva, e generosamente amáveis com os convidados.
Os parentes que se relacionam com os Tzimisce, aperceberam-se que os traços de fisionomia humana dos Demónios, são meras aparências que se sobrepoêm... a algo. Por milénios que os Tzimisce têm explorado e aperfeiçoado a sua compreensão da situação vampirica, moldando os seus corpos e mentes em novos padrões de natureza diferente. Caso se prove necessário, esclarecedores ou simplesmente agradaveís, os Tzimisce não hesitam em fazer moldar as suas vitimas forma similar. Enquanto isso, os mais jovens do clã podem ser descritos como implacavéis ou sádicos, os mais velhos do clã simplesmente são incapazes de compreender misericórdia ou sofrimento - ou talvez eles compreendam mesmo, mas não considerem essas qualidades relevantes.



Em noites passadas, os Tzimisce estavam entre os mais poderosos clãs do mundo, dominando muito da região hoje conhecida por Europa do Leste. Poderosos feiticeiros, os Tzimisce dominaram também a região dos mortais, no processo, serviram de inspiração para muitas das historias de horror acerca dos vampiros. Clã após clã planejaram arrancar pela raiz o clã Tzimisce, mas só os feitiçeiros Tremere é que conseguiram atingir tal feito. De fato, como  contam as lendas, os Tremere usaram o vitae de Tzimisce capturados nas suas experiências para atingir a imortalidade. Por isto, os Tzimisce odeiam impiedosamente os Tremere , e os Tremere que cairam nas malhas do Sabbat, tipicamente sofreram um horrível fim nas garras dos Tzimisce.


Durante a grande revolução anárquica, o clã Tzimisce voltou-se para si mesmo, enquanto que os mais jovens do clã descobriram maneiras ocultas de fazer quebrar a ligação de sangue que têm com os mais velhos e que os força a servirem os mesmos. A luta que se seguiu, muitos dos jovens "Demônios" aniquilaram os mais velhos do clã e destruiram tudo o que restava das suas poderosas bases. Certos Sabbat sussurram que o clã conseguiu encontrar e destruir os seu proprio progenitor ante-diluviano, apesar disso, os Tzimisce não confirmam nem desmentem este boato.



Agora os Tzimisce servem o Sabbat como sábios, conselheiros e sacerdotes. Muitas das práticas do Sabbat tiveram origens em costumes do proprio clã. Explorando as possibilidades e os limites do vampirismo, os clã espera descobrir o grande desígnio de todos os vampiros. Se isso significar a total destruição dos arcaicos ante-diluvianos, a criação do Camarilla, e a vivisseção de milhões de vitimas como se fossem gado, enfim, todas as experiências têm as suas consequências.
Facção: A maioria dos Tzimisce servem o Sabbat. Uns poucos, mas poderosos idosos Tzimisce conservam a sua independência. Quase que não há nenhum Tzimisce no Camarilla; mesmo aqueles "Demônios" que não simpatizam com o Sabbat, acham o Camarilla furtivo entre as massas para ser desagradavél.




Aparência: Como mestres da disciplina da Vicissitude, os Tzimisce muitas das vezes têm aparências surpreendentes - quer sejam admiravélmente belas ou impressionantemente grotescas, dependendo obviamente da vontade de cada um. Os jovens Tzimisce, na procura de explorar a sua natureza desumana, levam a cabo varias modificações corporais neles mesmo. Os mais velhos do clã, todavia, muitas das vezes adotam formas impecavéis e simetricas; afinal de contas, o corpo é apenas uma máquina de passagem. A face de um Tzimisce por vezes assemelha-se com uma máscara perfeita, sem qualquer tipo de expressão, e os "demônios" raramente riem, apesar de se saber que alguns têm soltado risos durante experiências particularmente elaboradas.




Abrigos: Os Tzimisce são seres extremamente timidos, dando grande valor á santidade dos seus abrigos. De fato, o clã tem uma série de protocolos bastante elaborados sobre a hospitalidade. Os que são convidados para um abrigo Tzimisce, podem contar com a sua proteção; os transgressores são perseguidos até ao fim da Terra e serão punidos lenta e horrivelmente. Surpreendentemente, os abrigos Tzimisce, não são necessariamente confortáveis ou muito bem conservados comparando com as habitações dos Ventrue, ou mesmo com as dos Toreador. As comodidades dos mortais, são de pouco interesse para os Tzimisce.


Bate Papo Clube Dos Vampiros

Mais postagens